Capitão América: Guerra Civil | O início de algo maior!

Que comece a Fase 3!

9,5

Quase Perfeito

Finalmente um dos filmes mais esperados do ano estreou. Capitão América: Guerra Civil já está no cinema desde o ultimo dia 28 de abril. Como já era esperado, a hype em cima do filme era altíssimo e tinha ao menos 3 missões dificílimas pela frente: A treta envolvendo o #teamcaptain e o #teamiron, a primeira aparição de novos personagens, como o cabeça de teia e do pantera negra e por fim, as consequências pós Era de Ultron, assim como a continuidade da história do Capitã América. É Brasil, o filme é dele!

Diferente do que a maioria das pessoas pensam, Guerra Civil não é uma história dos Vingadores (ví muito gente apelidando de Vingadores 2,5), a história é focada no Capitão América e em como as suas ações deram uma sacudida no universo cinematográfico da Marvel e como o filme, de maneira grandiosa, serve como um arco para a Fase 3 da Marvel!

95b679175550a31ae878ff6b94349d94

Para começar a nossa analise, por mais que Guerra Civil tenha se inspirado em uma das fases mais épicas dos quadrinhos da Marvel, o filme surge num ponto em que a Marvel, corretamente, se dá ao direito de se guiar através dos outros doze filmes já produzidos por ela, ao invés das HQs.

Como dito acima, Guerra Civil tinha ao menos 3 importantes missões pela frente. Começando com o novo grupo de Vingadores, que precisam aprender a lidar com as consequências de suas ações, ainda mais, após o trágico final de Sokóvia em Vingadores: Era de Ultron. Logo de cara, um incidente envolvendo o grupo faz com que a ONU fique na cola dos aqui chamados de “Vigilantes”, propondo um acordo com os Vingadores, deixando-os a serviço das Nações Unidas, de forma que eles possam ser chamados somente quando necessários, podendo assim, ser responsabilizados por seus atos. É claro que entre os heróis, surgirão dúvidas sobre o tratado!

capitao-america-guerra-civil-trailer-analise-maze-blog-4

Em contrapartida da briga política, temos mais uma missão do filme, que é a sequencia de Capitão América Soldado Invernal, mostrando que Steve Rogers está decidido a provar a inocência de seu melhor amigo, Buck, colocando-o em rota de colisão ao inédito Pantera Negra.O Rei T’Challa tem olhos somente para os atos do Soldado Invernal, e como suas ações interferiram em sua vida. E é assim que começa a evolução do guerreiro de Wakanda, que soa como uma grata surpresa no meio da trama.

ac1c33a55e2e331f3a22d2c08140e7fe

Analisando todas essa “missões” impostas ao filme, é aqui que fica o primeiro grande trunfo de Guerra Civil: ROTEIRO! E que roteiro! O trabalho de direção e do roteiro dos irmãos Russo é de impressionar. Em meio de tantos personagens quer surgem na tela, mesmo com mais ou menos importância, Guerra Civil impõe um arco quase perfeito para todos eles. Até mesmo a inclusão do cabeça de teia soa de maneira tranquila e junto com o Homem Formiga, formam o alivio cômico em meio a tensa e épica batalha do aeroporto!

guerracivilaeroporto4

É mais que notável a habilidade dos irmãos Russo para trabalhar com diversos elementos simultaneamente, como já ocorreu em Soldado Invernal. A épica batalha do aeroporto é a cena exata que indica toda a qualidade da direção e roteiro. Cada herói consegue desenvolver as cenas de ação perfeitamente, sabendo empregar a qualidade dos poderes da cada personagem de maneira inteligente e divertida.

O destaque também fica para a atuações dos atores e evoluções de cada personagem. Robert Downey Jr., Chris Evans e Sebastian Stan estão cercados de diálogos excepcionais e lutas impactantes, que valoriza todo o conjunto da obra, ainda que tudo seja mantido para que o personagem que dá o nome do filme seja mantido no centro da história.

Guerra-Civil-Critica-Spoilers

Ah.. mas não podemos esquecer do segundo grande trunfo de Guerra Civil: A introdução do Homem Aranha! Que repaginada no teioso! O Homem-Aranha de Tom Holland está definitivamente inserido no Universo Cinematográfico da Marvel. Em tão pouco tempo, o personagem consegue ser a versão mais fiel do herói já vista nos cinemas. Com um roteiro tão bem elaborado, em poucas linhas de diálogo, a versão mais moleque do amigão da vizinhança demonstra todo o seu potencial e é com esses poucos minutos que sabemos que Peter Parker está pronto para voltar aos cinemas.

aranha-guerra-civil

Mas o terceiro e principal trunfo de Guerra Civil está em mostrar para nós, espectadores, que é possível que os dois lados desse combate estejam certos. É praticamente impossível você assistir as quase 2:30 de filme e escolher um lado, sem titubear. O filme apresenta a todos nós, razões e argumentos suficientes para que você possa escolher um determinado time, mas no final, o filme fica longe de ser simplesmente uma escolha de um lado da história, o enredo de Guerra Civil é quase uma discussão ideológica, em que a vitória em si, não é importante.

O único ponto de Guerra Civil que me incomodou, mas que é algo totalmente plausível é que por mais que o filme tenha inicio, meio e fim, a sensação que você sai da sala de cinema é que aquilo tudo um grande começo de algo maior, de uma preparação de terreno para Guerra Infinita. As evoluções de muitos personagens devem ser explorados em outros filmes, assim como o próprio vilão de Guerra Civil, que é ainda uma prévia do temido Barão Zemo, que de barão, ainda não tem nada.

captain_america__civil_war___teaser_poster_by_andrewss7-d85o0722

Capitão América: Guerra Civil é sim, o MAIOR e MAIS audacioso filme da Marvel, conseguindo trazer toda a ligação emocional com os heróis já calejados do estúdio, além de trazer com maestria, novos membros do time de heróis da Marvel, renovando e trazendo um futuro promissor para esse universo, que em tão pouco tempo de vida, já é tão grande.

Siga o Game Squad nas Redes Sociais:

http://www.facebook.com/superbitworld Facebook
https://www.twitter.com/sbwyuri Twitter
https://plus.google.com/111045897833203964475 Google+
Uiconstock-Socialmedia-InstagramUiconstock-Socialmedia-InstagramInstagram_logo-2Instagram